segunda-feira, 15 de agosto de 2022

22BC6388-7CAD-4C00-97FF-0F5F4970D0B3

Esta medida é necessária pois os 3 últimos pregões foram desertos e / ou fracassados

ROBERTA PENHA

Davi Valle

Clique para ampliar

O abastecimento de medicamentos na rede municipal foi o principal tema de uma reunião realizada entre o prefeito em exercício, José Roberto Stopa e a secretária municipal de Saúde interina, Suelen Alliend, na sede da Secretaria Municipal de Saúde – SMS, na manhã desta terça-feira (16). Membros da equipe técnica da SMS também participaram da reunião.

A secretária explicou ao prefeito que recentemente foram realizadas licitações para aquisição de medicamentos e insumos, mas que não tiveram sucesso. “Fizemos dois pregões para a compra de medicamentos e um para a compra de insumos, mas cerca de 50% dos itens dos três pregões foram desertos ou fracassados. Já demos entrada em novas licitações, mas como já é de conhecimento de todos, é um processo moroso”, revelou Suelen.

A solução encontrada pela equipe técnica para dar celeridade à aquisição dos medicamentos em falta é realizar a compra direta dos itens que não foram desertos e/ou fracassados nos pregões nº 010/2021, nº 016/2021 e nº 017/2021. “Para conseguirmos adquirir os medicamentos rapidamente, uma vez que temos itens em falta na rede, decidimos fazer a compra emergencial, até mesmo para aproveitarmos os preços alcançados no pregão”, explicou a secretária.

O prefeito Stopa concordou com a solução apresentada pela equipe da SMS, ressaltando que a aquisição deverá ser feita da forma mais clara possível. “Vamos fazer a compra emergencial de forma transparente. A SMS vai encaminhar ofícios ao presidente da Câmara Municipal, ao presidente da Comissão de Saúde da Câmara, ao Ministério Público e ao Tribunal de Contas do Estado para que façam o acompanhamento destas compras. A secretária, junto com a sua equipe, está tomando o cuidado de fazer a aquisição a partir do relatório do Centro de Distribuição de Medicamentos e Insumos de Cuiabá, o CDMIC, tomando todos os cuidados de ordem legal. Nós pedimos desculpas à população por este problema, mas também é importante que todos saibam que a secretária e sua equipe estão trabalhando diuturnamente, trabalharam inclusive neste feriadão para que pudéssemos hoje ter uma solução para o fornecimento de medicamentos”, concluiu o prefeito.