segunda-feira, 15 de agosto de 2022

B5833C92-FA02-43CA-8E19-BCD832CFD72A

O poder da família sentada à mesa

Dentre tantos desafios que a família encontra em dias modernos é administrar tempo para passar com quem amamos.

Coisas simples do nosso dia tem se esvanecido dos hábitos familiares, como por exemplo, sentar à mesa e ter uma refeição juntos.

No Brasil, 40% das famílias não participam do jantar juntas. Outra realidade brasileira é que, 70% das famílias fazem refeição com a TV ligada. Uma prática que faz este momento em família perder o valor, pois o maior ingrediente da mesa é a comunicação.

É na mesa que formamos vínculos, e estes vínculos você irá reproduzi-los em outras relações. Ao sentar, você aprecia o momento de parar tudo e valorizar o compartilhamento de emoções e prazeres.

A hora da refeição é considerada por psicólogos, psicopedagogos e pediatras muito importante para a educação, não só alimentar, mas psicológico-existencial das crianças. A socióloga alemã Ângela Keppler conduziu uma pesquisa com 300 famílias alemãs, onde se demonstrou que famílias que optam pelo velho hábito de conversar durante as refeições, em vez de assistir à televisão, obtêm maior harmonia e fluidez em suas relações. A socióloga chegou à conclusão de que uma das melhores terapias familiares é a comunicação à mesa.

 

No centro do cérebro temos o sistema límbico. Ele é pequeno do tamanho de uma nozes. Controla apetite, sono, controla irritabilidade. É ele que controla o seu desejo de atração sexual, é onde o sistema de emoções se regula.

Quando o sistema limbico esta alterado ela come mais, dorme menos , e tem mais índice a depressão.

Você pode se perguntar: Como faço para manter o meu sistema límbico funcional e em ordem? A reposta é simples: parando tudo e sentando a mesa. É a hora que o sistema ativa. Por isso não se deve comer e assistir televisão ao mesmo tempo .

Outro benefício de sentar à mesa pode te surpreender. A mesa é um lugar de emagrecimento. Judite Beck, psicóloga e autora do livro: “Pense magro”ensina vários exercícios para o emagrecimento durante algumas semanas. Na terceira semana de desafio do livro,  a tarefa é simplesmente sentar à mesa. Quem não senta à mesa come 30% a mais e não percebe. Comer em pé ou comer sentado pode parecer o mesmo, mas no psicológico não é.  O sentar, o deglutir, e o parar, faz o seu cérebro entender que você não precisa comer tanto.

Com tantos benefícios assim podemos concluir que o prato principal que nutre uma família é os relacionamentos. Não precisamos de comidas sofisticadas, mas sim de vínculos, afeto e muita comunicação com quem amamos.


Me chamo Milka da Costa, sou casada e mãe de Benjamim e Lauren. Juntamente com meu esposo somos pastores associados na Igreja Bom Pastor Philadelphia, na cidade de Filadélfia nos EUA. Abordo temas do universo feminino no Instagram @milkadacosta

 

1 Comentário

    • THALITA PONTES -

    • 25 de maio de 2021 às 21h19 em 21:19 pm

    Mana, voce esta de parabens! To precisando de sentar mais na mesa!