terça-feira, 16 de agosto de 2022

E6BC9679-CBEB-4FF6-BEDB-B01544D79922

Voo motorizado e controlado, 1º do tipo em outro planeta, ajudará a agência espacial americana a coletar dados sobre as condições no Planeta Vermelho. Tentativa de voo anterior, na semana passada, falhou.

Por G1

O mini-helicóptero Ingenuity, da Nasa, realizou, nesta segunda-feira (19), seu primeiro voo em Marte. Foi o primeiro voo motorizado e controlado em outro planeta, que ajudará a agência espacial americana a coletar dados sobre as condições no Planeta Vermelho.

O Ingenuity, que se assemelha a um drone, pesa 1,8kg e chegou a Marte dobrado e acoplado à parte inferior do Perseverance, robô da Nasa que pousou no planeta em fevereiro.

Engenheiros da agência espacial americana comemoraram o sucesso do voo. “O Ingenuity relata ter realizado aceleração, decolagem, voo, flutuação, descida, pouso, aterrissagem”, foi o anúncio ouvido no Centro de Controle de Missão da Nasa.

“Dados do altímetro confirmam que o Ingenuity realizou o primeiro voo de um helicóptero motorizado em outro planeta”, veio a informação.

 

Imagens da câmera de navegação a bordo do helicóptero da Nasa mostraram a sombra do Ingenuity flutuando sobre o Planeta Vermelho. Logo depois, imagens feitas pelo Perseverancetambém mostraram o Ingenuity voando.

Imagem de câmera a bordo do helicóptero da Nasa mostra Ingenuity flutuando sobre o Planeta Vermelho — Foto: Reprodução
Imagem de câmera a bordo do helicóptero da Nasa mostra Ingenuity flutuando sobre o Planeta Vermelho — Foto: Reprodução

 

“Agora podemos dizer que os seres humanos voaram em uma nave roteada em outro planeta”, anunciou a gerente do projeto do Ingenuity, a engenheira MiMi Aung.

 

Imagem feita pelo robô Perseverance – que também está em Marte – mostra o Ingenuity voando sobre Marte. — Foto: Nasa/JPL-Caltech/ASU /Handout via Reuters
Imagem feita pelo robô Perseverance – que também está em Marte – mostra o Ingenuity voando sobre Marte. — Foto: Nasa/JPL-Caltech/ASU /Handout via Reuters

A primeira viagem do Ingenuity foi inicialmente marcada para o dia 12, mas teve que ser adiada após o surgimento de um potencial problema durante um teste de alta velocidade dos rotores.

A operação era altamente arriscada: o voo é um desafio porque o ar em Marte é muito rarefeito, com menos de 1% da pressão da atmosfera da Terra.