terça-feira, 09 de agosto de 2022

000560B6-D44A-42B9-8500-3BB33671E1F1

Assembleia geral dos policiais penais será realizada nesta tarde
Terminou sem acordo a reunião entre representantes do Sindspen (Sindicato dos Servidores Penitenciários de Mato Grosso) e do Governo do Estado na manhã desta quarta-feira. Uma nova reunião foi agendada para o dia 3 de fevereiro, onde devem ser apresentados números para a categoria sobre a valorização salarial.
Esta foi a primeira reunião após a categoria permanecer mais de 15 dias em greve. Na última terça-feira, a categoria suspendeu a greve para poder abrir diálogo com o Poder Executivo.

Agora, uma assembleia geral será realizada, ainda nesta quarta-feira, para que os policiais penais deliberem sobre os pontos debatidos no encontro e se o movimento grevista terá continuidade ou será encerrado.

“Não desistimos do nosso intuito. Achamos preocupante a data do dia 03, porque está muito distante, mas o ambiente de negociação foi reconstruído”, afirmou o presidente do Sindspen, Amaury Neves.

Em reivindicação pela recomposição salarial dos últimos 10 anos e plano gradativo de equiparação salarial, os policiais penais estavam parados desde 16 de dezembro. Atualmente são cerca de 2,8 mil servidores, lotados em 46 unidades prisionais.

Representam a menor categoria em número de servidores das três forças de segurança pública, são elas:  policiais civis, militares e penais.

folha max