terça-feira, 09 de agosto de 2022

2122AED9-8CFF-4C34-93DC-006767FE5760

Até o momento, a Polícia Militar conseguiu recapturar seis dos 14 foragidos e um “foi pro céu” durante confronte com os policiais.

Abraão Ribeiro
Única News

Foto: PMMT

image

Outros três dos 14 presos que fugiram da Penitenciária Regional Major Zuzi Alves da Silva, em Água Boa (a 736 km de Cuiabá), na segunda-feira (3), foram recapturados pela polícia, no fim da tarde desta sexta-feira (14). Os fugitivos foram encontrados em Ribeirão Cascalheira, quase a 150 km de distância da prisão.

São eles: Maycon José Cocghi, de 33 anos; Gederlan da Silva Souza, 39 anos e Joab da Silva Pontes, de 28 anos.

De acordo com a Polícia Militar de Água Boa, a ação começou nesta quinta-feira (13), após uma denúncia de moradores do Distrito da Matinha. Segundo eles, havia um homem suspeito que apareceu na comunidade.

As equipes foram até o local e encontraram os foragidos em uma fazenda que fica a aproximadamente 30 km da sede do município de Ribeirão Cascalheira (880,2 km da Capital).

Nesta sexta-feira, os policiais fizeram buscas na região e conseguiram encontrar os três suspeitos: Gederlan da Silva Souza, Maykon José Coghi e Joab Silva Pontes.

A PM acredita que há outros presos escondidos nessa região e reinicia as buscas neste sábado (16).

Buscas

Foram disponibilizados cerca de 100 policiais militares para atuarem na operação de recaptura dos foragidos.

Na segunda-feira (10), três deles foram recapturados por policiais penais.

Segundo o tenente coronel da Polícia Militar Wendel Sodré, eles estavam nas proximidades de uma fazenda em Canarana, a cerca de 100 km de distância de de Água Boa.

Um dos 14 presos que fugiram foi morto durante confronto com a Polícia Militar nessa quarta-feira (12).

Fuga

Os agentes penitenciários que trabalham na unidade souberam da fuga durante a manhã do dia 3 deste mês. Foi feita uma varredura no local, mas nenhum dos suspeitos foi localizado.

O túnel usado para a fuga, segundo a Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp-MT), foi cavado no raio azul da ala 1, saindo do banho de sol para fora da galeria, chegando até a área da muralha.

A suspeita é que, após a saída pela passagem escondida, os presidiários fugiram para uma região de mata ao redor do presidio. A saída da unidade dá acesso à BR-158.

Horas antes da fuga

Conforme um boletim de ocorrência registrado pela Polícia Penal, os presos fizeram um motim enquanto estavam no banho de sol.

De acordo com a Polícia Civil, os presidiários estavam batendo na grade do banho de sol e ameaçando os servidores. Foi dada ordem de recolhimento para celas, mas a ordem não foi obedecida.

Em seguida, segunda a polícia, foi necessário o uso de força moderada para sanar o motim.

Durante a confusão, um dos reeducandos foi atingido por disparo de arma menos letal (tiro de borracha) na perna e, em seguida, encaminhado para atendimento médico no Hospital Regional de Água Boa.