terça-feira, 09 de agosto de 2022

IMG_0113

Eduardo Butakka venceu o Prata na categoria Melhor Ator em Filme LGBTQ da Competição Internacional de Nova York, pelo curta-metragem “Celeste”, na última terça-feira (6). Em entrevista, o ator e produtor afirmou ter ficado assustado ao recebe o prêmio porque pode ter uma real dimensão de como a arte transcende os idiomas.

“É por isso que fico muito feliz e assustado. A gente perde um pouco o referencial de até onde o nosso trabalho pode chegar”. Quando eu fui selecionado, fiquei muito feliz, aí quando ganhei o Prata na categoria Melhor Ator em Filme LGBTQ, eu pensei ‘nossa’. Pra mim, passa uma mensagem que realmente a arte, atuar, transcende o idioma. Fiquei muito feliz. Acho que isso define: felicidade”.

“Celeste” acompanha uma drag queen por nove minutos em um monólogo enquanto espera pelo público entrar em uma live feita por ela. O curta-metragem conta com roteiro e direção de Eduardo, produção executiva de Thyago Mourão, concepção de arte por Priscila Freitas e edição de Rato.

A produção deve ser ganhar uma exibição online para o público na próxima semana.