terça-feira, 09 de agosto de 2022

A70010A9-7B7D-498D-9162-2D5BE4F8B1A4

Duas tentativas de fuga em unidades prisionais do Estado foram registradas nas últimas 48 horas. De acordo com o Sindspen-MT, uma foi no município de Sinop (a 480 km de Cuiabá) e outra na Penitenciária Feminina Ana Maria do Couto May, em Cuiabá. As fugas, segundo o Sindicato, foram impedidas pelos policiais penais.

Em Sinop, na tentativa de fuga do presídio Osvaldo Florentino Leite, o “Ferrugem”, os policiais penais que faziam a vigilância das torres da unidade perceberam a presença de internos no telhado do raio 3. Os servidores agiram rapidamente e fizeram a captura dos fugitivos antes mesmo de eles terem acesso ao alambrado.

Após a ação, os policiais fizeram uma varredura em todos os raios da unidade. Durante a revista, os servidores localizaram a grade que foi serrada e encontraram cordas improvisadas que auxiliaram os internos no acesso ao telhado. A tentativa de fuga ocorreu na segunda-feira (03).

“Em nenhum momento deixamos nossos postos de trabalho. Estamos com 100% do efetivo trabalhando para manter a segurança dentro das unidades prisionais e consequentemente da sociedade que é o que mais importa. Reforço que nossa categoria segue lutando pela recomposição salarial dos últimos 10 anos e equiparação salarial junto às demais forças da Segurança Pública”, explica o presidente do Sindicato dos Policiais Penais de Mato Grosso (Sindspen-MT), Amaury Neves.

Nos últimos dias, durante revistas cotidianas, policiais penais localizaram buracos que estavam sendo cavados para fuga dos detentos em dois refeitórios da Penitenciária Central do Estado (PCE), na Capital.

Apesar dos esforços, pelo menos 14 presos fugiram da Penitenciária Major PM Zuzi Alves da Silva, no município de Água Boa (a 628 km de Cuiabá), em um túnel durante a noite da última segunda-feira (03). Até o momento, os presos ainda não foram localizados. (Com informações da assessoria)

 

 

 

 

 

fonte única News