terça-feira, 09 de agosto de 2022

CDFD0E95-BE2E-44E1-9392-05DA873EC4D0

Segundo o balanço do Conass, foram contabilizados 1.803 novos óbitos em decorrência do coronavírus

Redação
Brasil de Fato | São Paulo (SP)

Brasil é o epicentro da pandemia há mais de um mês – Marcio James / Semcom

O Brasil teve, neste dia 11, o domingo “mais letal” desde o início da pandemia. Conforme o balanço do Conselho Nacional de Secretários da Saúde (Conass), divulgado às 18h, o país registrou 1.803 novos óbitos em decorrência da covid-19. Até então, o número de mortes mais alto divulgado em um domingo era 1.656, no dia 28 de março.

Os dados também apontam 37.017 novos infectados pelo coronavírus. O total de mortes chegou a 353.137, o segundo maior do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos.

Epicentro da pandemia há mais de um mês, o Brasil vem registrando, em média, um terço de todos os óbitos por coronavírus no mundo.

A semana epidemiológica de 4 a 10 de abril também foi a pior, desde o começo da pandemia de covid: 21.141 mortes. A média móvel está em curva ascendente desde o último dia 5.

Além de conviver com novas variantes do vírus, mais letais e transmissíveis, o país sofre com o atraso na vacinação. Apenas 3,3% da população recebeu as duas doses do imunizante.

O estado mais avançado é o Mato Grosso do Sul, com 5,02%, e o mais atrasado é o Acre, com 1,78%.

Na última semana, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luis Roberto Barroso determinou a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar omissões do governo de Jair Bolsonaro (sem partido) diante da pandemia.

Fonte: https://www.brasildefato.com.br/2021/04/11/brasil-registra-maior-numero-de-mortes-para-um-domingo-e-chega-a-353-137-no-total

Edição: Daniel Giovanaz